• nglês
  • iso

Novos requisitos sobre conjunto de equipamentos pré-montados “Ex” – Publicação ABNT IEC TS 60079-46

11 de dezembro, 2018

Foi publicada pela ABNT em 13/11/2018, a nova Especificação Técnica adotada ABNT IEC TS 60079-46 - Atmosferas explosivas - Parte 46: Conjunto de equipamentos pré-montados “Ex”.

O escopo deste Documento ABNT IEC TS 60079-46 inclui as atividades de avaliação dos requisitos adicionais para conjunto de equipamentos pré-montados destinados à instalação em atmosferas explosivas contendo gases inflamáveis ou poeiras combustíveis.

Por “conjunto de equipamentos pré-montados” (Skid) é entendido o conjunto de equipamentos e componentes “Ex” pré-montados, juntamente com outras partes, de acordo com o necessário, que são eletricamente ou mecanicamente interconectados, que são pré-montados e ensaiados antes de serem instalados no local de serviço, e que podem ser desmontados e posteriormente remontados nas instalações do usuário final.

A ABNT IEC TS 60079-46 apresenta requisitos sobre os seguintes tópicos:

· Requisitos gerais para o conjunto de equipamentos pré-montados
· Classificação de áreas relacionada ao conjunto de equipamentos pré-montados
· Conjunto de equipamentos pré-montados com suas próprias fontes de liberação
· Competências pessoais
· Projeto de conjunto de equipamentos pré-montados
· Condições específicas de utilização especificadas nos certificados
· Sistemas de fiação
· Construção e montagem
· Interfaces com sistemas relacionados aos tipos de proteção “Ex”
· Avaliação do risco de ignição
· Inspeções e ensaios
· Validação e documentação
· Instruções do fabricante do conjunto de equipamentos pré-montados
· Informações no Certificado de conformidade
· Determinação da marcação do Grupo e Subgrupo
· Determinação da marcação da classe de temperatura ou da temperatura máxima de superfície
· Determinação da marcação do Nível de Proteção de Equipamento (EPL)
· Determinação do grau de proteção (Código IP)


Os fornecimentos de produtos “Ex” aos mercados para instalação pelos usuários finais podem ser tanto de equipamentos e componentes “Ex” individuais quanto de conjuntos de equipamentos pré-montados, que podem englobar diversos equipamentos e componentes “Ex” individuais.

Os conjuntos de equipamentos pré-montados podem ser tanto subsistemas que requerem uma integração como parte de uma instalação no campo, quanto máquinas funcionais completas que requerem pouca ou nenhuma remontagem adicional no campo.

Este Documento é destinado a ser aplicado quando uma montagem de equipamentos “Ex” resulta em uma montagem que gera uma necessidade adicional de avaliação, que não era até então completamente coberta pelos processos de certificação dos equipamentos e componentes “Ex” individuais. A avaliação adicional pode incluir (não se limitando) a avaliação dos métodos de fiação e de entrada de cabos utilizados para conectar os equipamentos ou a elevação da temperatura dentro da montagem.

Este Documento apresenta os requisitos para as atividades de projeto, construção, montagem, ensaios, inspeção, marcação, documentação e avaliação das montagens dos equipamentos, de tal forma que os equipamentos “Ex” e a interligação dos diversos equipamentos formem um conjunto de equipamentos pré-montados e ensaiados que também atendam aos requisitos das partes aplicáveis das Séries ABNT NBR IEC 60079 (Atmosferas explosivas) e ABNT NBR ISO 80079 (Equipamentos mecânicos “Ex”).

A ABNT IEC TS 60079-46 é destinada a ser utilizada na verificação e avaliação de montagens de equipamentos “Ex”, de forma a assegurar que o conjunto de equipamentos pré-montados esteja de acordo com os requisitos das Séries ABNT NBR IEC 60079 e ABNT NBR ISO 80079, quando da posterior montagem inicial nas instalações do usuário final. Após a instalação inicial, o conjunto de equipamentos pré-montados é considerado parte das instalações, de acordo com as partes aplicáveis das séries ABNT NBR IEC 60079 e ABNT NBR ISO 80079.

Pode ser citado como um exemplo “típico” de conjunto simples de equipamentos elétricos e mecânicos pré-montados destinado para instalação em atmosferas explosivas, um conjunto formado por uma bomba centrífuga “Ex” certificada, por um motor elétrico “Ex” certificado e por um acoplamento mecânico não certificado.

· Motor elétrico: marcação Ex eb IIB T4 Gb
· Bomba centrífuga: marcação Ex hb IIA T5 Gb
· Acoplamento mecânico: avaliado como Ex hc IIC T6 Gc (avaliação de acordo com a Norma ABNT NBR ISO 80079-36 como parte integrante do conjunto pré-montado)


Neste caso, de acordo com a ABNT IEC TS 60079-46, a marcação geral do conjunto de equipamentos pré-montados seria: Ex 60079-46 IIA T4 Gc.

De acordo com os requisitos especificados pela IEC, os quais são também adotados pela ABNT, documentos do tipo TS (Technical Specification) são frequentemente publicados quando o assunto em questão ainda se encontra em desenvolvimento. A abordagem das Especificações Técnicas são as mesmas das Normas Técnicas em termos de detalhes e de conteúdo, mas que ainda não passaram por todos os estágios de aprovação, seja porque um consenso ainda não tenha sido atingido ou porque a publicação como norma técnica possa parecer ainda prematura.

O processo de aprovação de uma Especificação Técnica é similar ao processo de aprovação de uma norma técnica, uma vez que o conteúdo é elaborado de acordo com procedimentos de consenso. Na IEC as Especificações Técnicas são aprovadas por dois terços dos países participantes (Membros do tipo “P”). Pode ser citado como exemplo de Especificação Técnica publicada pela ABNT, na área de atmosferas explosivas o documento ABNT IEC TS 60079-40 (Requisitos para selagem do processo entre fluidos inflamáveis do processo e sistema elétricos).

A especificação técnica internacional IEC TS 60079-46 foi publicada em 08/2017, na forma de um TS (Technical Specification). Este tipo de documento é sujeito a um processo de revisão dentro de três anos, de forma a determinar a necessidade de ser cancelado, revisado ou transformado em uma norma técnica internacional.

Embora tenha sido publicado na forma de TS ao invés de uma Norma Técnica internacional, o sistema internacional da IEC sobre atmosferas explosivas (IECEx), por consenso dos 33 países participantes (incluindo o Brasil), já adotou os requisitos especificados neste documento para os objetivos de avaliação da conformidade e de certificação internacional dos conjuntos de equipamentos pré-montados “Ex”. Desde então já foram certificados no âmbito internacional do IECEx, com base na IEC TS 60079-46 diversos conjuntos de equipamentos “Ex”, tais como sistema de corte com água, sistema de pintura, compressor de ar respirável, conjunto de air-coolers e sistema de ar condicionado “Ex”.

A ABNT IEC TS 60079-46 é uma adoção idêntica, em conteúdo técnico e estrutura, à IEC TS 60079-46, que foi elaborada pelo Technical Committee Equipment for Explosive Atmospheres (IEC/TC 31), de acordo com a ISO/IEC Guide 21-1 - Regional or national adoption of International Standards and other International Deliverables -- Part 1: Adoption of International Standards.

A Comissão de Estudo CE 003:031.001 do Subcomitê SC-31 do COBEI, responsável pela elaboração e adoção desta Especificação Técnica, acompanhou, em nome do Brazil National Committee of the IEC todo o processo de elaboração, comentários, atualização, votação, aprovação e publicação do respectivo documento IEC TS 60079-46.

Esta Comissão de Estudo contou com a participação de profissionais envolvidos com equipamentos e instalações em atmosferas explosivas, representantes das seguintes empresas: BRASKEM S.A, IFSP, PETROBRAS, PROJECT EXPLO, SIEMENS LTDA, TRAMONTINA e WOOD GROUP PSN, além de consultores independentes.

As Normas Técnicas Brasileiras adotadas das Séries ABNT NBR IEC 60079 (atmosferas explosivas) e ABNT NBR ISO/IEC 80079 (equipamentos mecânicos “Ex”) elaboradas pelas Comissões de Estudo do Subcomitê SC-31 da ABNT/CB-003 são idênticas, em termos de conteúdo técnico e estrutura, sem desvios técnicos nacionais em relação às respectivas normas internacionais da IEC, de acordo com requisitos especificados na ABNT DIRETIVA 3 – Adoção de documentos técnicos internacionais.

Seguindo a tendência e a convergência normativa mundial dos países membros da IEC, incluindo o Brasil, as Normas Técnicas nacionais que envolvem os processos de avaliação da conformidade de empresas de prestação de serviços “Ex”, de competências pessoais “Ex” e de equipamentos elétricos e mecânicos “Ex” são Normas adotadas, idênticas às respectivas normas internacionais da IEC.

Esta política de normalização tem por objetivo harmonizar as Normas Nacionais com a Normalização internacional, de forma a padronizar os procedimentos de projeto, fabricação, ensaios, marcação, avaliação da conformidade, instalação, inspeção, manutenção, reparos, recuperação de equipamentos e competências pessoais “Ex”.

Ações como estas contribuem para a integração dos fabricantes, laboratórios de ensaios, empresas usuárias, organismos de certificação de produtos e de pessoas e provedores de treinamentos brasileiros com o mercado e a comunidade internacional “Ex”, bem como para a elevação dos níveis de segurança, saúde, meio ambiente, avaliação de risco, ensaios, qualidade, desempenho, confiabilidade, procedimentos de execução de serviços e competências pessoais relacionados com as instalações nacionais “Ex”.

Maiores informações sobre a ABNT IEC TS 60079-46 estão disponíveis no Catálogo da ABNT:

https://www.abntcatalogo.com.br/norma.aspx?ID=407751

 

Fonte da informação:

Roberval Bulgarelli

Consultor
RPBC/ESTO - Engenharia e Suporte Técnico Operacional
Coordenador do Subcomitê SC-31 do Cobei


Publicado em 11/12/2018

Compartilhe



Comentários

*Nome

*E-Mail

*Comentário

Siga-nos

Postagem anterior

Precisamos falar sobre cold flow
precisamos-falar-sobre-cold-flow
10/05/2019

No mundo dos cabos para atmosferas explosivas e da terminação dos prensa-cabos, poucos termos são usados com frequência, como o cold flow.

Compartilhe

Ultimas Postagens

conheca-proxima-geracao-luminarias-led-chalmit
Protecta X - Conheça a próxima geração de luminárias LED da Chalmit
Com um design criado em torno da tecnologia LED, o revolucionário Protecta X oferece uma variedade de benefícios, incluindo fácil instalação e manutenção, maior tempo de vida e muito mais.
precisamos-falar-sobre-cold-flow
Precisamos falar sobre cold flow
No mundo dos cabos para atmosferas explosivas e da terminação dos prensa-cabos, poucos termos são usados com frequência, como o cold flow.
Polar-na-Offshore-Technology-Conference-2019
Polar na Offshore Technology Conference 2019
A Offshore Technology Conference é um evento global da indústria offshore de energia. No evento, profissionais do ramo compartilham suas ideias no intuito de desenvolver e produzir
modernizar-pode-ser-o-melhor-caminho-para-se-adequar-a-norma-NR10
Modernizar pode ser o melhor caminho para se adequar a norma NR10
A garantia à disponibilidade e segurança dos equipamentos elétricos estão cada vez mais presentes no desenvolvimento e fabricação de novos produtos. Através de vários avanços tecnológicos,
Quais-as-diferencas-entre-Nivel-de-Protecao-Classe-do-SPDA-Nivel-de-Protecao-para-o-qual-os-DPS-foram-projetados-Classe-dos-DPS-Tipos-de-DPS
Quais as diferenças entre Nível de Proteção, Classe do SPDA, Nível de Proteção para o qual os DPS foram projetados, Classe dos DPS
Estes termos costumam provocar confusões aos usuários da ABNT NBR 5419: 2015. Iniciando pelas definições descritas na Norma, "Nível de Proteção contra Descargas Atmosféricas - NP
aproveitando-a-tecnologia-lightning-fast-com-a-seguranca-da-tecnologia-de-fibra-otica-para-ambientes-Ex
Aproveitando a tecnologia Lightning Fast com a segurança da tecnologia de fibra para ambientes Ex
Em uma era cada vez mais digital, onde os computadores são capazes de mais do que poderíamos imaginar, uma tendência se tornou clara. As empresas e os consumidores agora precisam processar

Todos